domingo, 4 de janeiro de 2015

Pelados, sem mão nos bolsos


Enquanto certa parcela dos brasileiros, os ditos "mais esclarecidos", se deixam manipular pela mídia, tentando ridicularizar a roupa que uma senhora de mais de 60 anos usa, essa mesma senhora, uma seguidora incorrigível de Nicoló Machiavello (os fins justificam os meios) e e de Luis XV, rei absolutista francês (O estado sou eu), continua aprontando das suas, deixando seus críticos cada vez mais pelados e sem bolsos para porem suas mãos.

Na montagem de sua equipe, cedeu ao óbvio ao montar sua equipe econômica, que prenunciou medidas duras, que não seriam necessárias, caso o "desgoverno" dessa mesma senhora, tivesse feito o dever de casa com competência. Mas mesmo assim, não deixa de ser "dilma, a absoluta", quando desautoriza publicamente uma declaração de um ministro dessa área, dada no dia de sua posse, com a sutileza de um coice de mula, o que está acostumada a fazer com seus auxiliares subservientes. Tivesse esse ministro, um mínimo de dignidade e amor próprio, pediria, de imediato, sua demissão. Ao não fazê-lo, abre as portas para mais descompusturas públicas até ficar "de cara lisa", como se diz no Nordeste.

Por outro lado, nomeia para o Ministério dos Esportes, alguém que confessa não entender nada de esportes e que ainda responde processo na justiça. E ainda, para o Ministério da Educação, um ministro mal educado, que, diante de uma prolongada greve de professores em seu estado, declarou aos professores: "que deveriam ensinar por amor, que quem quer ensinar por dinheiro que vá para a iniciativa privada". Afora tantos outros, mais apropriados a fazerem parte das manchetes policiais, que das políticas.

Nada de novo. São apenas os petralhas, sendo petralhas!


Recife - PE

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Me tira o tubo


Nos anos 90, havia um personagem no programa humorístico "Viva o Gordo", que era protagonizado por Jô Soares, cujo nome era "General". Tratava-se de um general dos tempos da Ditadura Militar que, depois de alguns anos em estado de coma, acorda com o país vivendo uma Democracia. Como se mantém vivo graças aos tubos ligados ao seu corpo, todas as vezes que tomava conhecimento de algum fato que ia de encontro à sua ideologia "linha dura", gritava o bordão "me tira o tubo".

Pois é... Embora não esteja sobrevivendo ligado a nenhum tubo, às vezes dá vontade de "não existir" em um país que a cada dia e momento que passa, emite mais sinais de que "não tem mais jeito"; um país onde ser honesto é sinônimo de ser otário; um país onde "o certo é ser errado".

Depois de um mês evitando ver telejornais, ouvir rádios de notícias e ler o noticiário com frequência, ao voltar percebo o quanto esse país me enoja a cada dia mais:

- Graças à imprensa nacional como um tudo, descobri que existe uma pessoa chamada Andressa Urach, grande brasileira com serviços prestados à nação desde que foi eleita "Miss Bumbum" e que seu estado de saúde, de resto consequência de suas opções em busca de melhorias estéticas, tem importância nacional, infinitamente maior do que aqueles "brasileiros menores e sem bunda siliconada", que sofrem diuturnamente nas filas para conseguirem atendimento médico, vagas em leitos hospitalares, tratamento de saúde digno;

- Descobri ainda que apesar das graves denúncias que pairam sobre o governo e políticos, com desvio bilionário de verbas da Petrobrás, o brasileiro sequer fica mais indignado e questiona ou responsabiliza os responsáveis por essa sangria a que é submetida os recursos e riquezas nacionais, que é de cada um de nós;

- Ah... Aqui também é possível mudar uma lei, para justificar o "não cumprimento"  dela. E se isso não for possível pelas "vias normais", se pode também "comprar o voto" dos deputados, com a condição de liberação de verbas. Verbas essas que deveriam servir às necessidades da população, mas que também serão desviadas em proveito próprio.

Dá nojo viver aqui!


Recife - PE

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Ao vencedor, as batatas!



Ainda vivemos em uma democracia que é, certamente, o pior dos regimes, exceto todos os outros. Espero que continuemos a ser uma.

A escolha está feita e os vencedores comemoram e os perdedores lamentam. Mas essa eleição não foi perdida ontem. A eleição começou a ser perdida desde 4 anos atrás, com a oposição, que foi esfacelada nas eleições de 2010, calada, tímida, sem forças, assimilando o nocaute.

O próprio Aécio Neves foi um senador fraco e um opositor displicente, começando a fazer oposição apenas quando lhe era conveniente, já que o seu partido, o mais combalido pela devatastação petralha, não tinha muitas opções. Escolheu a única possível, mas não a melhor para o país.

Sou ruim de previsões, reconheço. E espero que as que tenho feito de fato, não se realizem. Mas diante do quadro de corrupção que impera nesse país, se houver justiça justa, com certeza esse mandato ganho ontem nas urnas, não se cumprirá até o final, bastando para isso que a própria democracia use os instrumentos da lei. A outra previsão é a de que esse país se torne uma espécie de "Braziluela", misto de Brasil com a destruída Venezuela. Ambas as previsões, a conferir!

Que a oposição, que apesar dos pesares, saiu fortalecida, saiba se impor e cumprir, agora com competência o seu papel.

Que esse sentimento de "dois Brasis", não prospere. Não foi o Norte e Nordeste quem apenas deu o mandato à presidente, mas também o Rio de Janeiro e Minas Gerais, terra onde o Aécio tinha a obrigação moral de ser campeão dos votos e não foi.

Saudades do Brasil!

Recife - PE

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

A hora é agora! O momento é já!!!



Com o segundo turno definido, a "turminha do phoder" virá com a mesma cantilena de "ressuscitar mortos": - Não vamos deixar voltar o apagão (como se não tivessem apagões nesse (des)governo); Não vamos deixar voltar aqueles que querem "privatizar" nossa empresas! Abaixo a direita! E por aí vai, para ficar apenas nos ataques publicáveis.

Vai valer tudo para essa corja não largar o osso ou o que ainda resta dele. Não saberão mais como viver à margem do poder, já que dele dependem para sobreviverem. Seja como pendurando nos cabides públicos, seus parasitas; seja roubando e dilapidando o patrimônio público; seja exercendo a desleixada incomPeTência que lhes é peculiar.

Vamos banir essa corja! Vamos escorraçá-los!

Se não der certo com a opção "Aécio Neves", será mais fácil bani-lo também nas próximas eleições, que sustentar ainda por mais quatro anos esses sanguessugas. Com certeza em mais quatro anos não haverá, sequer, o que salvar, pois esse país estará na sarjeta, mais do que já está.

Somos testemunhas da manipulação das pesquisas eleitorais em favor de uns e outros. Nunca (propositadamente?) erraram tanto, mesmo nas pesquisas de boca de urna, aquelas feitas com os eleitores que já haviam sufragado seus votos.

Nos mobilizemos. PT NUNCA MAIS. Agora a opção que temos é Aécio Neves e é com ele que vamos!


Recife - PE

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Enquanto isso, no "país do faz de conta..."



Tal como o eleitor da charge acima, "meu dedo também broxou" e, por isso, não darei meu voto a nenhum desses facínoras que disputam os eleitores como se fossem "amigos íntimos desde a eternidade". Só que, enquanto com uma mão cobrem os ombros dos incautos, com a outra mão, sem que percebam, penetram o "aparelho excretor" de suas vítimas.

Como já afirmei, vivo numa DEMOCRACIA, que me OBRIGA a escolher o ladrão ou ladrões que irão me roubar.

A TV vendem candadatos como vendem um produto. Eles não debatem ideias e projetos. Apenas mostram que seus oponentes são piores e vendem a cantilena da ludibriação coletiva, pela qual muitos matam e morrem.

Não assisti nem irei assistir a nenhum debate eleitoral. Mas o "assunto da semana" foram as declarações, num desses debates, de um obscuro candidato que, por si só não teriam a menor repercussão. Porém acharam no assunto uma "cortina de fumaça" para esconder da sociedade, a enorme podridão que acontece a cada dia em nosso país.

A última delas, que sequer vi algum grito de indignação, foi o aumento auto-concedido pelo STF (Senhores Tamos Fud....) de "apenas" 22% em seus vencimentos, saltando de mais de R$ 26 mil, para R$ 32 mil.

É esse percentual que vai reger, doravante, "o maior salário do país" e que também será aplicado aos vencimentos dos deputados federais e estaduais, vereadores, senadores, etc.

E quem paga essa conta????

Acordem, bando de alienados!!!

Recife - PE
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...