quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Dia de festa!


Poema de Natal
Carlos Pena Filho

Sino, claro sino,
tocas para quem?
Para o Deus Menino
que de longe vem.

Pois se o encontrares,
traze-o ao meu amor.
E que lhe ofereces,
velho pecador?

Minha fé cansada,
meu vinho, meu pão,
meu silêncio limpo,
minha solidão.

Recife - PE
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

.Intense. disse...

Achei o poema triste, August
=/

Mas vim te desejar feliz natal...tudo de bom...mtos sonhos, união e felicidade no seu natal...

;)

beijo intenso, August!
=*

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...