sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Sobre vírgulas e reticências...


Enquanto "nosso guia" surfa nas marolinhas de seu "mar de lama", aqui do lado de baixo, vamos tocando nossas vidas "marromenos", trabalhando para pagar impostos e assim financiar a corrupção e os corruPTtos.

Ainda falando sobre a reforma da ortografia, dia desses postei no "Salada", quando ainda era hospedado pelo "Terra", um texto que foi escrito à respeito da vírgula, por ocasião da comemoração dos 100 anos da ABL. Aproveitando a ocasião da reforma, vou postar novamente o mesmo texto, rogando que nunca tirem a vírgula de nosso "dia a dia". Pois se "Quem canta, seus males espanta", "quem canta seus males, espanta". Ou ainda quando dizem que "Dinheiro, nunca é demais", mas com certeza absoluta, "Dinheiro nunca, é demais!".

Mas vamos ao texto:

Vírgula pode ser uma pausa... ou não.
Não, espere.
Não espere.

Ela pode sumir com seu dinheiro.
23,4.
2,34.

Pode ser autoritária.
Aceito, obrigado.
Aceito obrigado.

Pode criar heróis.
Isso só, ele resolve.
Isso só ele resolve.

E vilões.
Esse, juiz, é corrupto.
Esse juiz é corrupto.

Ela pode ser a solução.
Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião.
Não queremos saber.
Não, queremos saber.

Uma vírgula muda tudo.

Recife - PE
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Ninguém envolvente disse...

Amei! Eu tenho um sério problema com o uso da vírgula, são muitas regras e acho difícil "pescar" todas. Seu texto foi um ótimo exemplo de uso e que realmente cada vírgula faz uma enorme diferença. Bjs

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...