quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

O importante é levar vantagem em tudo, certo?


Não é de hoje nem de antes de ontem que a única lei que os brasileiros em geral respeitam é a chamada "Lei de Gérson" que se resume na frase-título do post de hoje.

Essa "lei" surgiu de um bordão de um comercial de cigarros, nos anos 70, estrelado pelo nosso "canhotinha de ouro" da seleção tri-campeã do mundo em 1970, o Gérson.

Brasileiros, em sua esmagadora maioria, não respeitam leis, não respeitam horários, não respeitam filas, não respeitam crianças, não respeitam idosos e, o pior, são permissivos com a corrupção e com a mamata. É aqui mesmo, a terra de Macunaíma, o "herói sem caráter", de Mário de Andrade, eternizado por Grande Otelo, no cinema.

Talvez isso explique as sucessivas reeleições de certas "figurinhas carimbadas" em nossa política, que, a despeito de quem é o governo de plantão, estão sempre ao lado do poder. "Si hay gobierno, soy a favor", adaptando-se o velho jargão anarquista.

Só no Brasil sobrevivem tantos corruptos favorecidos pela impunidade.

Brasileiro acha normal:

  • Deputados nomearem prepostos para tomarem conta de cofres de estatais e de fundos de pensão;
  • Filha bastarda de presidente da república, ter à sua disposição 8 carros, que gastam 22 mil litros de combustíveis, por ano;
  • Acha normal que uma primeira dama muda como uma múmia, utilize-se do Cartão Corporativo do governo, para sacar R$ 600 mil e fazer planos de previdência privada em nome dos netos, sem nenhuma punição por isso, segundo denúncia do ex-petista Francisco Welfort;
  • Que deputados e senadores respondam a processos por crimes contra o erário público e ainda assim exercerem seus mandatos e contarem com "fórum priviliegiado";
  • Que um senador investigado por desvios de dinheiro público, pela Polícia Federal, possa ser senador e ainda ser eleito presidente do Senado;
  • Que uma brasileira invente um suposto ataque de neo-nazistas e um aborto, sabe-se lá com que objetivo;
  • Que brasileiros sejam presos fora de nosso país, por falsificação de passaportes, carteiras de habilitação, etc...

Ainda ontem recebi um recado no Orkut, que dizia algo como "Limpe seu nome no SPC. Retiramos seu nome por pouco tempo, o suficiente para que você caia na farra das compras". Ressalvado a hipótese que o link seja um acesso a vírus de computador, esse é o tipo de anúncio que realmente chama a atenção dos brasileiros, porque é algo que obedece à "Lei do Gerson, a de "levar vantagem sempre!".

O sonho de boa parte dos brasileiros é exatamente que essa lei seja incorporada a alguma espécie de "Constituição Mundial" e que seja "respeitada" em todos os países.

Haja falta de vergonha e caráter. Viva Macunaíma!

Recife - PE

Comentários
6 Comentários

6 comentários:

Raphael Rocha Lopes disse...

Agostinho, dentro das nossas discussões saudáveis, discordo mais uma vez.
Não podemos generalizar; o brasileiro, em sua maioria, não gosta e não compartilha com a corrupção, seja ela em que nível for (do pagamento de propina ao furar a fila do cinema ou estacionar em lugar proibido). Infelizmente o que acontece, a meu ver, é uma letargia coletiva. Mas são coisas bem diferentes.
Não chegou ao bordão da ditadura de "Brasil, ame-o ou deixe-o", mas não basta apenas reclamarmos. O silêncio dos bons é atropelado pelo barulho dos maus.
De todo modo, as coisas mudam. Com os exemplos.
Só para constar, escrevi sobre a revogação da Lei de Gerson pela Lei de Zeca Pagodinho. Dá uma olhada e vê o que acha:

http://bacafa.blogspot.com/2009/02/lei-de-zeca-pagodinho-x-lei-de-gerson.html

Agostinho Lopes disse...

Caro Raphael!

Antes de mais nada, agradeço por teu comentário em meu post de hoje. Estarei sempre aberto à discursão salutar e ao contraditório.

Há dias que escrevo "com o fígado", outros "com a alma". Outros ainda, "com o coração" e, por vezes, "com a mente". Esse post de hoje foi escrito assim, com a mente. Eu não tive a intenção de generalizar e acreditava ter deixado isso claro no texto, mas quero ressaltar que não se trata de generalização. Porém não posso deixar de reafirmar que "os favores da citada lei" são sempre reinvidicados por qualquer cidadão, seja ele de que condição social ou cultural, seja.

Dias atrás, um comentário seu num de meus posts, afirmava que sempre reelegíamos os mesmos. E qual seria a causa disso? Não seria, por acaso, essa leniência, acomodação e preguiça que grassa boa parte de nosso povo? Talvez não seja apenas isso, mas que contribui significativamente, não tenho dúvidas.

Talvez com diferença de poucos anos, somos "filhos da mesma geração". Aquela que testemunhou e sobreviveu ao golpe militar. Em 64 eu tinha 3 anos de idade. Se fosse filho da dita "classe privilegiada", talvez fosse chamado hoje de "filhote da ditadura".

Que nossa capacidade de pensar, de discernir e, acima de tudo, de nos "jogarmos aos tubarões", tentando ser "formadores de opinião", possa, de alguma forma, contribuir para o crescimento de nossa sociedade, ao menos provocando discussões salutares.

Mais uma vez, obrigado!

Abraço

Cris disse...

Vi seu blog no Dentro da Bota e passei para conhecer o seu trabalho mais de perto. Parabens, estou encantada com a sua forma de escrever!

Voltarei mais vezes!

Um abraço

paula disse...

não fale de macunaíma
ele é uma riqueza.
mas é horrivel esse povo que só quer tirar vantagem.

Silvia disse...

Antes de ler a sua resposta ao comentário do Raphael, ia dizer sobre te persentir generalista, mas... Já me vi pensando na nossa população total, na % população carcerária, nos políticos sabidamente corruptos, se vc verificar, não somos um POVO corrupto,não me animo a dizer que o quadro vá melhorar, mas temos muita, muita gente boa por aqui, o que impede que as coisas mudem, é que a grande maioria votante, recebe bolsa, isso, bolsa aquilo, são tantas que nem saberia nominar...

beijo

Manhosa LobaVirtual disse...

Agostinho

Como sabe... pois faço sempre... risos... já roubei para mandar aos meus amigos...

Eu sei que és coração... muito mais do que mente... risos...

Bjs.

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...