segunda-feira, 22 de junho de 2009

Restaurante Week



Vai até o dia 28 deste mês, em Recife, o evento que aconteceu pela primeira vez em 2008, o festival batizado de "Restaurante Week".

A proposta do festival é possibilitar à população em geral, especialmente àquela que não consegue frequentar restaurantes requintados no dia-a-dia, de frequentarem esses estabelecimentos, pagando dois preços únicos por um prato criado para o evento, um durante o almoço e outro durante o jantar. Em Recife, o festival repete os preços praticados no ano passado: R$ 27,00 para o almoço e R$ 41,00 para o jantar. De cada refeição consumida, R$ 2,00 serão doados a uma instituição sem fins lucrativos, que atenda a alguma necessidade especial da população carente. Em Recife, 44 restaurantes participam do evento.

Excelente oportunidade para se comer bem, a preços acessíveis e ainda contribuir com uma entidade carente.

O festival acontecerá no segundo semestre, também em São Paulo, após a edição em março deste ano. Funciona ainda no Rio e em Brasilia.

Para maiores informações sobre as cidades e restaurantes participantes, acessem o site do "Restaurante Week"

Recife - PE
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Silvia Masc disse...

Bacana isso... a foto , linda.
Desculpe colocar algo indisgesto em meio a tua postagem, se tivesse o teu e-mail, não colocaria jamais aqui, so sorry.
Vc leu isso?
De "Secreta" a Lula

Fernando de Barros e Silva, hoje, na página 2 da Folha de S. Paulo



..::..



SÃO PAULO - Faltava um mordomo para o filme de terror protagonizado pela família Sarney. Já temos "Secreta". Corruptela de secretário, é o apelido de Amaury de Jesus Machado, espécie de faz-tudo de Roseana. "É meu afilhado. Fui eu que o trouxe do Maranhão. Vai em casa quando preciso, duas ou três vezes por semana. É motorista noturno e é do Senado. E lá ganha até bem", explica a governadora.


Os serviços, ao menos em parte, são privados, mas o salário quem paga é o Senado -R$ 12 mil, conforme o jornal "O Estado de S. Paulo".
Sem tirar nem por, "Secreta" é um agregado, o tipo social brasileiro que vive de favor, sob a asa de uma família endinheirada a quem presta serviços variados. Neste caso, porém, quem sustenta o leva-e-traz de Nhonhô e Sinhá é o erário. A Sarneylândia nos conduz assim ao coração do velho patrimonialismo.
"Secreta" é só a cereja do bolo na festa do mandonismo e do compadrio patrocinada pelo Senado. Os Sarney e seus apaniguados valem bem um estudo sobre a permanência da família patriarcal e do poder oligárquico no país do petismo.



Sim, é preciso entender os nexos e cumplicidades entre a velharia velha dos Sarney e a nova velharia representada pelo lulismo. O Brasil virou uma espécie de "democracia senhorial", segundo a expressão recente do sociólogo Gabriel Cohn. E Lula se tornou seu maior avalista.
Ao interceder pela figura "incomum" de Sarney e condenar o "denuncismo" da imprensa, Lula faz apologia do obscurantismo. Usa sua popularidade para descaracterizar um quadro de óbvio descalabro e favorecer a impunidade. Sua fala é um tipo de "Bolsa Oligarca".



Lá atrás, quando sacaram a tese de que o mensalão era uma invenção da mídia, intelectuais petistas definiram um padrão de conduta: entre o partido e os princípios, optaram pela defesa do primeiro. Lula e o neopatrimonialismo sindical que ele sustenta levaram isso ao paroxismo. Não importa que seja ladrão, desde que seja meu amigo.

-"Secreta", o baralho e as minhas cigarrilhas, por favor...

Beijo

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...