sexta-feira, 10 de julho de 2009

100 anos do Mestre


Se estivesse vivo, Vitalino Pereira dos Santos, mais conhecido como "Mestre Vitalino", completaria 100 anos de vida. Vitalino, que morreu por conta da varíola, em fevereiro de 1963, através de sua arte na moldagem do barro, criando uma arte que deixou seguidores até os dias atuais, e contribuiu para que sua cidade natal, Caruaru, no seu Alto do Moura, há 120 Km de Recife, recebesse da UNESCO o título de "maior centro de artes figurativas das Américas".



Sua obra pode ser admirada até mesmo no Museu do Louvre, em Paris. Em 1977 e neste ano de 2009, foi tema da Escola de Samba Império da Tijuca.



Nunca aprendeu a ler ou escrever. Gostava muito de música e aprendeu a tocar pífaro; quando adolescente montou uma banda, não teve porém sucesso como músico e sim como ceramista. Sempre inspirado no folclore, suas figuras retratam o cenário rural e urbano. Sua primeira exposição foi realizada em 1945 no Rio de Janeiro e assim ficou conhecido no resto do país. Apesar de viajar para exposições preferia sempre voltar para a simplicidade de sua terra. Deixou muitos seguidores de sua arte, inclusive sua mulher e seus filhos. Apesar de todo sucesso, Mestre Vitalino morreu pobre em sua humilde casa, onde hoje é um museu.





Recife - PE
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...