segunda-feira, 6 de julho de 2009

Um senhor de 30 anos


Quem de nós, hoje na faixa dos 40 anos, não teve um?

Era o "companheiro" fiel nas caminhadas, no cooper, na praia, nos coletivos, enfim, nos lugares pode onde andávamos sem abrir mão de ouvir nossas músicas. Servia ainda para gravação de eventuais palestras, aulas e era muito usado por jornalistas em entrevistas.

Este mês o Walkman faz 30 anos. É o precursor do MP3 e toda família. Tocava fita cassete, o player da Sony ofereceu uma opção portátil e com um clipe para prender o aparelho ao cinto, bolso ou roupa do usuário.

Quando o primeiro aparelho ficou pronto, em abril de 1979, os vendedores não ficaram muito entusiasmados com a idéia e afirmaram que o Walkman venderia pouco. Akio Morita, então presidente da Sony, que acreditava no novo produto, então, propôs um desafio: se o Walkman não vendesse pelo menos 100 mil unidades em seus dois primeiros anos de mercado, ele renunciaria à presidência da Sony. Akio ganhou a aposta e naquele período cerca de 1,5 milhões de tocadores de áudio Walkman foram vendidos.

O modelo evoluiu, tentando adaptar-se aos novos tempos, mas a graça e a nostalgia daquele aparelho pioneiro, vai ficar sempre como um marco na trajetória e na história dos players.

===================
Tem artigo novo no "Um canto, um conto"

http://umcontoumcanto.blogspot.com/
===================

Recife - PE
Comentários
5 Comentários

5 comentários:

Silvia Masc disse...

è verdade, quase todos nós tivemos um desses, bem informativo o teu post.
Mas péra aí, achar que vai ganhar carimbo antisarney??? não concordo não, até no Unstrap e postei o link do #Fora...
Vc enriquece com as suas observações, vejo como um serviço de utilidade pública.

Nina disse...

Humm...há quanto tempo eu não passava aqui?

Amei o novo visual do blog, interessante, como sempre (;
Farei umas mudanças no meu...em breve, um novo visu, espero..

Beijo

Jorge disse...

Oi, Agostinho,
Achei super interessante sua informação.
O Salada usa e abusa de ser de utilidade pública, com poesia.
Grande abraço,
Jorge

JOY disse...

Realmente hauhaua, eu não estou na faixa dos 40, maaaas tive o meu, haha e olha era bom heim, pq sou da seguinte opinião, td q era daquele tempo era bom demais, hj td é mea chamada para o consumismo exacerbado...
Não sou daquela época, mas gosto de td q é mais antigo haha, acho q faz bem, e parte da nossa cultura vem desses tempos tbm, hj se for dar inicio a uma nova cultura a coisa fica precária!

Pois é vc pegou na hora o meu novo post haha, pois eu não tava contandpo mto q iria a FLIP, mas acabou que deu certo e fui, é ótimo, fui ano passado por causa do cizo, voltei um dia antes, ngm merece, mas aproveitei bastante esses dois dias agora... quando tiver a oportunidade Vá, faz bem a energia contagiante da cultura brasileira!

Manoel Bandeira é muuuito bom, tenho uns livros simples aqui de poemas infatis dele, e sabe que quando eu era menininha adorava sem me dar conta de qm realmente era MANOEL BANDEIR?!

Fantastico!!

Desculpe minha ausencia, mas to com o tempo pra la de corrido, sempre que possível passo pra conferir suas novidades

bjão!

Anônimo disse...

eu que sou um bb ja tive um, tem gente por ai q tem é vitrola
hehe
bjo migooooooo

Paulenha

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...