domingo, 20 de junho de 2010

A vida é uma piada!




No consultório, paciente recebe a notícia que tem apenas mais cinco minutos de vida e diz, desesperadamente: - Doutor, o que o senhor pode fazer por mim??? E o médico responde: - Um Miojo... ...


=====


O velhinho está nas últimas. O padre está a seu lado
para dar-lhe a extrema-unção. Ele lhe diz ao ouvido:

- Antes de morrer, reafirme sua fé em nosso Senhor
Jesus Cristo e renegue o Demônio!

Mas o velhinho fica quieto. O padre pergunta:

- Vamos lá... Quando se deixa este mundo, é preciso se
preparar e renegar o mal para poder juntar-se ao
Senhor o mais rápido possível... Por que você não
quer renegar o Demônio?

Então o velhinho, com uma voz trêmula:

- Enquanto eu não souber para onde eu vou, não quero
ficar mal com ninguém!


=====


O avô observa o neto brincando no quintal e vai perguntar o que é que ele está fazendo. O neto diz:
- Enfiando as minhocas de volta para a toca delas...
- E como é que você consegue, meu neto, o bicho é todo molenguento?...
- É segredo, vô!
- Te dou dez reais para você me ensinar a fazer isso.
- Bem, eu passo cola de madeira, espero secar esticando a minhoca... aí é só colocar no buraco.
- Toma os dez reais.
No dia seguinte o avô chega para o neto, tira dez reais do bolso e dá na mão do neto.
- Tá ficando esquecido, vô? O senhor já me deu os 10 reais.
- Eu sei. Esses 10 foi a tua avó que mandou...


=========


Velório na igreja, caixão fechado, família reunida. E o padre começa a prestar a última homenagem ao falecido:

— O finado era um excelente cristão... Ia à igreja todos os domingos, era muito fervoroso...

— Era também um pai exemplar! Nunca deixava faltar nada para seus filhos...

— E, acima de tudo, um ótimo marido... Sempre cumpria com as suas obrigações, cuidava bem de sua esposa, era fiel, chegava em casa na hora certa...

— Seu padre! — interrompe a viúva — Desculpe atrapalhar, mas... Eu gostaria que abrissem o caixão! Não é possível que o senhor esteja falando do meu marido


==========


Certo dia alguém ao passar por uma estrada de ferro viu uma formiga
SAÚVA,
sem a bunda, e chorando desesperadamente.
Então esse alguém lhe perguntou:
- Que aconteceu dona formiga?
- Eu estava descansando sentada no trilho, quando
veio um trem e cortou a minha bunda, respondeu a formiga.
Então esse alguém deu-lhe uma sugestão:
- Volta lá e procura a sua bunda, quem sabe ela está lá ainda inteira
e você
consiga enxertá-la novamente.
A formiga então voltou e começou a andar pelo trilho, quando veio um
outro
trem, e passou por cima de sua cabeça.
Moral da História:
"Não perca a cabeça por causa de uma bunda".




Recife - PE
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...