domingo, 15 de maio de 2011

As bizarrices da fecunda atividade parlamentar no Brasil




Projetos apresentados em diversas Câmaras Legislativas pelo Brasil à fora, mostram o quanto são "criativos" nossos vereadores e deputados, autênticos "representantes do povo".

É cada pérola:




Bichos humanos

Projeto: Proíbe que bichos de estimação recebam nome de gente, com pena de multa.


Autor: Pastor Reinaldo (PTB-RS), Câmara dos Deputados.


Argumento: Evitar saias-justas em encontros entre pessoas e animais de mesmo nome. Mas o autor desistiu quando eleitores começaram a batizar seus cães de pastor Reinaldo.

Viva o Viagra


Projeto: Obriga a distribuição gratuita de Viagra para os impotentes.


Autor: Dílson Fortes (PTB), Câmara Municipal de Caicó, RN.


Argumento: O vereador diz que a disfunção erétil abala a auto-estima e pode estimular o alcoolismo, os suicídios e a violência. Ele garante que não é impotente, mas que muitos dos seus conterrâneos são.

Papa paulistano


Projeto: Concede o título de cidadão paulistano ao papa Bento 16.


Autor: DomingosDissei (PFL), Câmara Municipal de São Paulo.


Argumento: O projeto foi aprovado na Câmara. Já está tudo pronto para o novo papa fazer parte da comunidade paulistana. Só que ele ainda não confirmou presença para receber a homenagem.

Dia do cão


Projeto: Institui o Dia Estadual do Cachorro, o melhor amigo do homem.


Autor: Antônio Pedregal (PT do B), Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro.


Argumento: O deputado, dono de 3 cães, citou como exemplo uma estátua em homenagem aos cães no Missouri, EUA. Mas desistiu porque queriam incluir os gatos na proposta.

Banheiro GLS


Projeto: Obriga a instalação de banheiros para gays e travestis em espaços públicos.


Autor: Carlinhos Presidente (PSB), Câmara Municipal de Nova Iguaçu, RJ.


Argumento: Travestis teriam vergonha de ir tanto ao banheiro masculino quanto ao feminino. A lei aguarda a aprovação do prefeito.

Vai dar bode


Projeto: Obriga as escolas estaduais a servir carne de bode na merenda.


Autor: José Adécio (PFL), Assembléia do Rio Grande do Norte.


Argumento: O autor, criador de cabras, garante que é um tipo de carne nutritiva e propícia para crianças. Se aprovado, ele proporá a mesma receita para os policiais militares.

Sem crase


Projeto: Elimina o uso da crase na língua portuguesa.


Autor: João Hermann Neto (PDT-SP), Câmara dos Deputados.


Argumento: O motivo de tanto ódio aa crase é que, segundo o autor, ela complica a língua portuguesa e só serve para "humilhar muita gente". O projeto ainda vai a votação.

A verdade


Projeto: Obriga aviadores e a Aeronáutica a dizer tudo o que sabem sobre extraterrestres.


Autor: João Caldas (PL-AL), Câmara dos Deputados.


Argumento: O autor nunca foi abduzido, mas se diz um curioso em ETs,em especial os descritos na cidade onde nasceu, Ibateguara, Alagoas. O projeto foi arquivado.

Só no bolinho


Projeto: Institui o bolinho de frango como patrimônio cultural de Itapetininga.


Autor: Hiram Júnior (PFL), Câmara Municipal de Itapetininga, SP.


Argumento: O vereador diz que o bolinho foi criado na cidade e hoje é feito em vários outros estados. Seus colegas classificaram o projeto como "muito oportuno".

Seriedade


Projeto: Institui o Dia do Fã de Séries de TV e Cinema na cidade de São Paulo, a ser comemorado em 17 de março.


Autor: Roger Lin (PSB), Câmara Municipal de São Paulo.


Argumento: O vereador disse que fãs de séries são pessoas que sempre fazem o bem. Só se esqueceram de reelegê-lo na última eleição.





Fonte: Revista Superinteressante





Recife - PE

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...