segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Enquanto isso, em Avilan...


Segundo dados do TCU - Tribunal de Contas da União e da CGU - Controladoria Geral da União, catalogados pelo economista Marcos Fernandes da Silva, da Fundação Getúlio Vargas, e publicadas no Blog do Noblat, escorreram pelo esgoto da corrupção, no Brasil, entre 2002 e 2008, o equivalente à economia de um país como a Bolívia, cerca de R$ 40 bilhões, apenas na esfera federal, sem levar em conta os estados e municípios.

O segmento de tempo analisado é o da ascensão do "petê" ao governo, sem contar ainda, os anos a partir de 2008.

Temos hoje no Brasil, desde essa época, um governo que "joga para a platéia", transformando-a ora em mendigos, ora em bobos da corte, pois enquanto rola o espetáculo, nos bastidores, reforçam suas cuecas e calcinhas, para servirem de depósito das verbas desviadas.

Em média, foram desviados R$ 6 bilhões por ano. O que daria para elevar em 23% o número de famílias assistidas pelo Bolsa-Família, a "menina dos olhos" desse governo que preocupa-se mais com a esmola que com a solução do problema. Daria ainda para reduzir pela metade o número de habitações sem saneamento básico, cerca de 25 milhões de casas, essa sim uma medida necessária e urgente, questão de saúde pública.

E a impressão a cada dia que passa, é a de paralisação das "cabeças pensantes" desse país, dos formadores de opinião, conformados com a horrorosa paisagem imposta pela corrupção.

O país se mobiliza em favor da maconha, em favor dos direitos dos gays e até "em favor da viúva do soldado desconhecido". Mas não mostra a mínima indignação coletiva contra esse estado que a cada dia, carcome o nosso tecido social, pior que um câncer.

Lamentável!



Recife - PE
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...