domingo, 12 de fevereiro de 2012

Latinando


Absens heres non erit
Nao há ausentes sem culpa nem presentes sem desculpa

Abyssus abyssum invocat
Um abismo atrai o outro

Accipe quod tuum, alterique da suum
Aceita o que é teu e dá o alheio a seu dono

Ad impossibilia nemo tenetur
Ninguém é obrigado a fazer o impossível

Adhuc sub judice lis est
Não julgar apressado, esperar o fim

Aegroto dum anima est, spes est
Enquanto o doente respira, há esperança

Aes debitorum leve, grave inimicum facit
Pequenas dívidas fazem grandes inimigos

Aes formae speculum est, vinum mentis
No espelho, vê-se o rosto; no vinho, o entendimento

Aetas mala merx mala terga
Velhice e mercadoria ruim levam-se às costas

Agentes et consentientes pari poena puniuntur
Tão bom é o ladrão como o consentidor

Alii sementem faciunt; alii metent
Uns plantam, outros colhem

Aliud alic vitio est
Cada qual tem seu defeito

Allegatio sine probatione veluti campana sine pistillo est
Alegação sem prova é como sino sem badalo

Alteri ne facias quod tibi fieri non vis
Não faças aos outros o que não queres que te façam



Recife - PE
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...