domingo, 5 de fevereiro de 2012

Nietzsche falou...


Sobre "ser profundo e parecer profundo"

Aquele que sabe que é profundo, esforça-se por buscar a clareza;
aquele que gostaria de parecer profundo à multidão,
esforça-se por ser obscuro. Uma vez que a multidão
acredita ser profundo tudo aquilo que não pode ver o fundo.
Tem tanto medo! Hesita em se meter na água.

Sobre "Pensamentos"

Os nossos pensamentos, na verdade,
são sempre as sombras dos nossos sentimentos;
são sempre mais obscuros, mais vazios
e muito mais simples do que estes.

Sobre o "Pobre"

Agora ele é pobre, não porque lhe tenham tirado tudo,
mas por ter jogado tudo fora.
Que lhe importa! Está habituado a encontrar.
São pobres aqueles que não compreendem
a sua voluntária pobreza.

Sobre "necessidade"

Julga-se que a necessidade é a causa que cria algo;
mas a necessidade, na maior parte das vezes,
é o efeito desse algo.

Sobre "o invejoso"

Eis um invejoso! Não lhe desejeis filhos;
teria inveja deles por já não poder ser criança.

Sobre "na solidão"

Quando se vive só, não se fala muito alto,
tampouco se escreve muito alto: receia-se o eco,
o vazio do eco, a crítica da ninfa Eco.
Todas as vozes ecoam distintas na solidão.


Trechos de "A gaia ciência"


Recife - PE

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...