quinta-feira, 26 de julho de 2012

As jabuticabas e os vereadores


Dizem que a jabuticaba é uma fruta que não existe em lugar nenhum do mundo, exceto no Brasil. Mas além da fruta, há também outra coisa "genuinamente nacional": o vereador que recebe salário!

Em 181 países filiados à Organização das Nações Unidas - ONU, o Brasil é o único que paga salários a vereadores. Nos demais países, eles recebem uma verba de representação, se reúnem em local cedido pela administração da cidade, discutem suas pautas de trabalho, votam e vão embora para casa.

O vereador é o político mais próximo da população e que, ao menos em tese, conhece seus anseios e necessidades. Mas nem de longe é obrigação de vereador dar ajuda financeira a eleitores, ofertar empregos, dentaduras, pares de sapado, cestas básicas ou coisas semelhantes.

O papel do vereador é fazer e votar leis que ajudem a comunidade e fiscalizar o poder executivo, ou seja, o prefeito.

No Brasil, vereadores contratam assessores incompetentes a peso de ouro (muitos deles embolsam parte dos salários), recebem salários nababescos e ainda têm privilégios escrotos como "auxílio paletó", "cota para combustíveis, correios e alimentação".

Em cidades como Rio de Janeiro, São Paulo e Recife, à partir do próximo ano, esses e essas senhoras, receberão apenas de salários, sem contar os demais benefícios, R$ 15 mil. Se auto-concederam um aumento de mais de 60%.

Isso é um acinte e uma agressão ao povo simples, que trabalha, que produz, que paga impostos e jamais tiveram um percentual tão expressivo de aumento, mas que sustentam esses vagabundos que "fingem que trabalham" de terça a quinta-feira de cada semana.

Basta! Isso tem que acabar!

Isso é minha, sua, nossa, responsabilidade!


Recife - PE
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...