quarta-feira, 25 de julho de 2012

Dura lex, sed lex?


Depois do fato consumado, o julgamento do maior escândalo político do Brasil, para o dia 02 de agosto, as "figuras proeminentes" que serão submetidas ao julgamento, apressam-se em aparecerem na mídia, jurando inocência e negando o esquema, desdenhando da inteligência nacional.

Esse foi o maior escândalo político do Brasil, desde collor de mello, envolvendo compra de votos, desvio de verbas públicas, cooptação, superfaturamento, corrupção no mais alto grau, patrocinado pelo "impoluto" governo lula, ainda em seu primeiro mandato.

Roberto jeferson desdenha... Continua negando a participação de lula, coisa que ele próprio não acredita e jura que não será condenado nem preso. Está às voltas com um câncer de pâncreas recém-descoberto. Pode ter razão quanto a "não ser preso". Talvez não tenha tempo para isso...

Marcos valério se apóia num parecer "feito sobre encomenda", por ana arraes, que mostra para que, de fato, foi eleita ministra do TCU, para justificar que tudo que suas agências de publicidade fizeram, estavam "amparadas pela lei".

Zé dirceu, o "cabeça" do esquema (lula era o operador), também nega e diz que será absorvido. Outros "peixes menores", idem.

Temo que quem saia preso desse julgamento, seja o ministro Joaquim Barbosa, que corajosamente denunciou a máfia e sustentou, dando nomes aos bois, quem era, de fato, os organizadores do esquema nefasto.

Recife - PE
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...