segunda-feira, 9 de julho de 2012

Infeliz do povo no qual a honestidade é excessão...


Louvável em qualquer parte do mundo, a atitude do casal de moradores de rua, Rejaniel e Sandra Regina, que, ao encontrarem uma sacola com mais de R$ 20 mil, sem saberem ainda que era produto de um roubo a um restaurante japonês, levando a sacola à polícia, que descobriu a origem do dinheiro.

São atitudes assim, que não nos deixam perder, de vez, a fé na humanidade.

Mas o triste é perceber que em nosso país, atitudes de honestidade são a excessão e não a regra.

Quando ouvia essa notícia na TV hoje cedo, vi também uma matéria sobre um ex-candidato a vereador, envolvido num sequestro de um bebê no estado do Rio de Janeiro, porque sua companheira havia perdido um bebê que lhe garantiria receber uma herança antecipadamente. Mas sabemos que as notícias de corrupção, de roubos, de locupletação, de uso da máquina pública por parte dos nossos político, "já fazem parte da paisagem".

E isso tem à ver com as nossas atitudes, com as nossas crenças na honestidade, com nossos exemplos e com nossas escolhas durante as eleições e fiscalização durante o exercício do mandato.

Quiçá, um dia, atitudes como a do casal Rejaniel e Sandra Regina seja a regra e não a excessão.


Recife - PE
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...