quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Os equívocos do mal uso da Política Fiscal


É correto o uso da chamada "Política Fiscal" para regular o mercado, liberando impostos em época de recessão e aumentando a tributação em época de demanda aquecida. Não é, entretanto, a única forma de regulação. Há outras opções.

Porém quando o governo incentiva a Indústria Automobilística, através da redução do IPI - Imposto sobre Produtos Industrializados, comete erros sucessivos:

1 - O benefício é concedido sem nenhum compromisso de reciprocidade da Indústria, sequer o da garantia dos empregos;

2 - O incentivo ao consumo, em número de parcelas "a perder de vista", dá a falsa sensação que qualquer um pode comprar um carro novo. Esse erro tem consequências no médio prazo, quando do aumento da taxa de inadimplência;

3 - As ruas estreitas e esburacadas das cidades, são cada vez mais preenchidas por carros em cujo volante estão motoristas despreparados, que contribuem com o caos dos engarrafamentos;

4 - Não há investimentos suficientes na melhoria da acessibilidade e do transporte público, cada vez mais caótico;

5 - Cidades com cada vez mais poluição do ar e sonora, com todas as consequências que isso pode trazer à saúde das pessoas.

Um país rico não é aquele em que o pobre pode comprar um carro novo. Mas sim aquele em que o rico pode andar de transporte público, porque é de boa qualidade para todos, ricos e pobres.


Recife - PE
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...