segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Aos meus mestres, com carinho!



Lembro bem de minha primeira professora, Dona Linete. Cabelos pretos curtos, olhos negros muito vivos, nariz afilado e boca pequena. Nem precisei "fechar os olhos", para fazer essa discrição, pois sua imagem, seu sorriso compreensivo e sua bondade, nunca me saíram da mente. Foi com ela que aprendi as primeiras letras.

Lembro também do meu primeiro "amor platônico" por uma professora, creio que na antiga Terceira Série Primária. Dela lembro até mesmo do sobrenome: Nilde Sotero Caio. Nos meus sonhos pueris, ela também era apaixonada por mim...

Trago ainda na memória nomes inesquecíveis de professoras e professores, que fizeram parte de minha trajetória de conhecimento: Luzinete Lemos, Raquel de Lima Barros, Pedro de Alcântara, Jaidete, Maria José, todos de minha formação ginasial e secundária e tantas e tantos outros.

Outros nomes vieram em minha formação universitária, nas faculdades de Economia e Gastronomia, igualmente inesquecíveis.

Trago por todos eles um sentimento de gratidão eterna e carrego dentro de mim, um pedaço de cada um deles, através das coisas que com eles aprendi e que formam minha "bagagem de conhecimento". Pois é o "conhecimento", a única riqueza que conseguimos levar para o túmulo e também a única riqueza que quanto mais partilhamos, mas nos enriquecemos.

Muito obrigado a cada um.

Recife - PE
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...