quinta-feira, 15 de novembro de 2012

A proclAMADA!


A Proclamação da República foi o primeiro "golpe militar" do Brasil e significou além da deposição do "Regime Imperial", talvez o verdadeiro "grito de independência" de Portugal.

Muitos dos atuais "defensores da liberdade", diriam: foi um golpe "dazelite", já que a insatisfação com o Império nasceu à partir da libertação dos escravos, sem que os latifundiários, que dependiam da mão-de-obra escrava, tivessem sido indenizados.

Foi nesta data, em 1889, que o jurista Ruy Barbosa, assinou o decreto instituindo a República e foi formado um governo provisório, no qual o Marechal Deodoro da Fonseca foi nomeado presidente e o Marechal Floriano Peixoto, vice-presidente. O gabinete formado por figuras proeminentes da época, entre eles o ilustre Ruy Barbosa, era formado por membros advindos da Maçonaria, uma das entidades onde o golpe foi perpetrado.

De imediato o novo regime instituiu reformas importantes: maior autonomia para as províncias (estados), liberdade de voto, liberdade do ensino e mandatos não vitalícios para o Senado Federal.

O ufanista "Hino da Proclamação da República", traz um trecho que é mais conhecido por brasileiros, por fazer parte de um samba-enredo, que pelo hino em si:
"Liberdade, liberdade,
Abra as asas sobre nós.
Da lutas na tempestade,
Dá que ouçamos tua voz."

Hoje, para o bem e para o mal, nossa nação e nós, seus cidadãos, somos a soma das experiências e vivências ao longo de nossa história, embora teimemos, muitas vezes, em não aprender com os exemplos e insistirmos em "escrever novos capítulos", também "para o bem ou para o mal".


Recife - PE
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...