terça-feira, 26 de março de 2013

Mataram as famílias e foram à missa!




É impossível não fazer uma analogia ao filme brasileiro do início dos anos 90, "Matou a família e foi ao cinema", do cineasta Neville Almeida.

Na suntuosa catedral em estilo neo-gótico da cidade de Petrópolis, construída num dos pontos mais altos da cidade, reuniram as principais autoridades civis nas esferas federal, estadual e municipal, para a Missa de Sétimo Dia, das vítimas da mais recente enxurrada, quando seus cidadãos ainda lambem suas feridas, choram suas perdas e reconstroem seus patrimônios.

Na catedral onde repousam os restos mortais do Imperador D. Pedro II. Dona Teresa Cristina, a Princesa Isabel e o Conde D´Eu, uma multidão protestava do lado de fora contra a omissão e o descaso das mesmas autoridades que, lá dentro, falsamente compungidas, assistiam à missa. Lá estavam a presidentA, o governador, o vice-governador, o prefeito da cidade e o ministro das cidades, cumprindo sua obrigação "para inglês ver".

Tiveram que ouvir um sermão de 21 minutos onde o celebrante falava sobre a omissão e sobre a necessidade de união para que a situação fosse resolvida em definitivo, porém sem incisividade.

Na semana passada, de Roma, onde levou uma comitiva para a inauguração do pontificado do Papa Francisco e ocupou 52 quartos de um hotel de luxo, disse a presidentA, que a "culpa pelas mortes era da população que insistia em se manter nas áreas de risco".

Ironicamente, famílias vítimas de perdas há 3 anos em Niterói, no mesmo estado do Rio, famílias estariam condenadas a morrerem soterradas justamente nas casas que estão sendo construídas para abrigá-las, com recursos do Governo Federal. Sorte que os prédios ruíram antes mesmo de serem ocupados.

No mesmo estado, serviços de saúde básica, como o de transplantes de rins em crianças, é paralisado por falta de profissionais, que não se sentem atraídos por salários na casa dos R$ 2 mil. Mas não faltam rios de dinheiro para a construção de suntuosos estádios de futebol, onde nosso dinheiro é desviado em verdadeiros "rios de corrupção".

Essa corja continuará nos matando e indo à missa!


Cabo de Santo Agostinho - PE
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...