terça-feira, 14 de maio de 2013

Quero ver "Cuba lançando", quero ver "Cuba lançar"...



Polêmica à parte sobre a contratação de médicos cubanos para atuarem no Brasil, que visa tão somente dar emprego aos médicos formados naquele falido país, porque não reeditar num novo projeto, o espírito do antigo "Projeto Randon", que foi lançado durante a ditadura militar e que funcionou entre os anos de 1967 a 1989?

Esse projeto, ideologia à parte, levava universitários aos grotões ermos do país, para atuarem em favor das populações, em suas especialidades, com o lema de "integrar para não entregar".

Nossas universidades federais formam a cada ano, centenas de novos médicos, que tiveram sua formação totalmente custeada pelo estado e, em última instância, pela totalidade dos brasileiros. Porque então não exigir desses profissionais, uma retribuição à sociedade, por tudo o que receberam? Porque não colocar como exigência para validação de seus diplomas, a prestação de serviços na áreas carentes do país, por pelo menos dois anos, mediante pagamento de bolsa pelo Governo Federal, em parceria com os estados e municípios?

Será que nossos deputados, que se dizem "representantes do povo", não atentaram para isso? A sociedade concorda com isso?

Recife - PE
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...