quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Me tira o tubo


Nos anos 90, havia um personagem no programa humorístico "Viva o Gordo", que era protagonizado por Jô Soares, cujo nome era "General". Tratava-se de um general dos tempos da Ditadura Militar que, depois de alguns anos em estado de coma, acorda com o país vivendo uma Democracia. Como se mantém vivo graças aos tubos ligados ao seu corpo, todas as vezes que tomava conhecimento de algum fato que ia de encontro à sua ideologia "linha dura", gritava o bordão "me tira o tubo".

Pois é... Embora não esteja sobrevivendo ligado a nenhum tubo, às vezes dá vontade de "não existir" em um país que a cada dia e momento que passa, emite mais sinais de que "não tem mais jeito"; um país onde ser honesto é sinônimo de ser otário; um país onde "o certo é ser errado".

Depois de um mês evitando ver telejornais, ouvir rádios de notícias e ler o noticiário com frequência, ao voltar percebo o quanto esse país me enoja a cada dia mais:

- Graças à imprensa nacional como um tudo, descobri que existe uma pessoa chamada Andressa Urach, grande brasileira com serviços prestados à nação desde que foi eleita "Miss Bumbum" e que seu estado de saúde, de resto consequência de suas opções em busca de melhorias estéticas, tem importância nacional, infinitamente maior do que aqueles "brasileiros menores e sem bunda siliconada", que sofrem diuturnamente nas filas para conseguirem atendimento médico, vagas em leitos hospitalares, tratamento de saúde digno;

- Descobri ainda que apesar das graves denúncias que pairam sobre o governo e políticos, com desvio bilionário de verbas da Petrobrás, o brasileiro sequer fica mais indignado e questiona ou responsabiliza os responsáveis por essa sangria a que é submetida os recursos e riquezas nacionais, que é de cada um de nós;

- Ah... Aqui também é possível mudar uma lei, para justificar o "não cumprimento"  dela. E se isso não for possível pelas "vias normais", se pode também "comprar o voto" dos deputados, com a condição de liberação de verbas. Verbas essas que deveriam servir às necessidades da população, mas que também serão desviadas em proveito próprio.

Dá nojo viver aqui!


Recife - PE
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário. Sua opinião, sugestão e crítica construtiva, sempre será bem-vinda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...